Está chegando a hora da maior festa do cinema. Domingo (04) acontece a 90ª edição do Oscar (90th Academy Awards) e as expectativas em torno da cerimônia são enormes, não somente pelo glamour tradicional do evento e pela presença de grandes produções na disputa pelas principais categorias, mas por tudo o que ocorreu nos últimos meses tendo Hollywood como cenário principal, como as denúncias de assédio sexual a homens e mulheres do meio e a luta por maior representatividade na indústria cinematográfica. Enfim, será uma noite histórica e cheia de momentos memoráveis sem sombra de dúvida.

Teremos grandes produções disputando a principal categoria da noite (Melhor Filme) e outras que, não fossem as indicações, jamais teriam o reconhecimento merecido do grande público. Falaremos um pouco sobre cada um deles:

Três Anúncios Para Um Crime (Martin McDonagh)

O grande favorito. A trama conta a história de uma mãe que quer justiça pela morte da filha, vítima de um assassinato brutal. Algo muito recorrente em Hollywood esses dias, a justiça pelas mulheres e homens que foram assediados na indústria.

A Forma da Água (Guillermo Del Toro)

O romance escrito (parceria com Vanessa Taylor) e dirigido por Guillermo Del Toro combina todos os elementos característicos dos seus filmes e nota-se que é uma obra feita com amor e repleta de metáforas, que vão surgindo durante o filme e apaixonando o espectador. É o principal rival de ‘Três Anúncios Para Um Crime’ pela estatueta.

Lady Bird: A Hora de Voar (Greta Gerwig)

Me surpreendeu ao entrar na disputa de ‘Melhor Filme’. A história fala sobre o amadurecimento de uma adolescente e seus problemas. Um filme realista, com problemas reais e que leva qualquer menina que assiste a se identificar com a protagonista. O grande destaque aqui é o fato desse filme ser bem pessoal, uma espécie de autobiografia da diretora Greta Gerwig.

Me Chame Pelo Seu Nome (Luca Guadagnino)

Um filme com fotografia, trilha sonora, direção e atuações muito boas mas peca no roteiro bem previsível e até mesmo decepcionante em algumas partes.

Dunkirk (Christopher Nolan) e O Destino de Uma Nação (Joe Wright)

Dois filmes que se complementam, um explicando a história do outro. Em ‘Dunkirk’ vemos a história dos soldados envolvidos na batalha e em ‘O Destino de Uma Nação’ vemos os esforços do primeiro-ministro inglês Winston Churchill para a retirada dos soldados. O longa protagonizado magistralmente por Gary Oldman corre por fora na disputa pelo prêmio principal.

Trama Fantasma (Paul Thomas Anderson)

Um filme marcado por atuações e direção maravilhosas. Nele vemos que se você ama alguém irá lutar por esse amor, mesmo que ele te machuque. Provavelmente o último filme de Daniel Day Lewis.

The Post – A Guerra Secreta (Steven Spielberg)

O longa traz nomes de peso na história do cinema, como o diretor Steven Spielberg e a dupla de protagonistas Meryl Streep e Tom Hanks. ‘The Post – A Guerra Secreta’ é um grande filme, com uma ótima trama sobre o quão longe você iria para ter uma história, ainda que as consequências disso venham a prejudicar a sua própria vida e a de todos os seus empregados. Mais um que corre por fora na disputa pela estatueta.

Corra! (Jordan Peele)

Um thriller com momentos de comédia. ‘Corra!’ é um filme maravilhoso e que nos entrega uma história forte sobre o racismo, mostrando que todos podem sim ser “duas caras” e que ter amigos negros não isenta ninguém de ser racista. Já fez história.

Temos grandes histórias aqui, sejam elas relacionadas a fatos históricos, fantasia ou sobre questões relevantes no mundo que vivemos hoje. É um privilégio ter a oportunidade de acompanhar esse momento e posso dizer sem sombra de dúvidas que vale a pena cada minuto investido na apreciação dessas obras. Se ainda não viu nenhum dos indicados, não perca mais tempo!

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário